ERRAR É HUMANO…

Não satisfeito em ter se estressado com uma má experiência há três anos, semana passada resolvi repetir a dose. Puta que os pariu tchê, é muita burrice em um corpo só. Vamos ao causo, e este recente que nem fofoca de bolicho (aos amigos acima do Mampituba, é a mesma coisa que boteco, bar, casa de tolerância ou em português bem claro, puteiro).

Quando nos mudamos para casa onde atualmente estamos morando, fiz a assinatura do único serviço – até então – que funcionava aqui na “terra de lost”, e claro, para evitar problemas futuros com a justiça ou de mimizentos de plantão (sempre tem um bosta destes de plantão), não vamos citar nomes e nem marca, até porque, não vou fazer propaganda de merda para outros. Assinamos o combo, ou seja, internet, telefone fixo (para que serve isso mesmo?) e televisão a cabo. Velocidade de 6MB, a mesma que tinha no apartamento que morava e então, tudo certo. Sim, com certeza, aquele contratinho de fidelidade por um ano e vamos botar para funcionar a bagaça.

A qualidade da TV era um pouco melhor do que os canais abertos, mas muito melhor do que só ter esse lixedo para assistir. Além do mais, a assinatura da TV a cabo foi mais para termos canais infantis para os pequenos assistirem. O telefone fixo só servia para pedirmos pizza, pois hoje nem para isso serve. Uma que não temos dinheiro e outra que já tem pizzaria aceitando pedidos pelo WhatsApp (chupa operadoras!)

O caldo começou a entornar mesmo foi com a Internet e com o atendimento da turma desta operadora, pois se pegasse um punhado de bosta e eles, a primeira opção ao menos servia para adubo. Pagávamos para ter a velocidade de 6Mbps e não 0,04Mbps e ao ligar para reclamar a resposta era sempre as mesmas: “não garantimos velocidade de conexão para clientes que usam roteador”, “aqui para a gente está tudo normal” ou “reinicia o modem que vai normalizar”. Normalizar o raio que te parta filho da puta, e porra, em pleno século XXI os guampas vem falar que não pode usar roteador wi-fi porque não garantem conexão? Quando digo que consumidor sofre neste lixo de Brasil, as pessoas dizem que sou pessimista. Mas não há de ser nada, pois o pior está por vir.

Como eu fazia umas duas ligações por dia (no mínimo) para o suporte técnico, que devia ser gerido por um moleque, acho que um dia aqueles cornos devem ter se reunido e resolvido algo do tipo “vão lá e resolvam o problema deste cliente de merda, pois já não aguento mais receber ligação dele”. Em uma das minhas várias ligações a informação que um técnico viria aqui para trocar as ponteiras – que enfiasse no rabo – pois aí estava o problema. Vieram, trocaram as ponteiras e antes do técnico sair do quarteirão liguei novamente dizendo que não estava funcionando.

“Bom dia Senhor, aqui é o Fulano do suporte técnico da Tu Vai Nada operadora, o que eu posso lhe ajudar?” Que lei filha da puta que fizeram que não serve para nada, que não pode ficar mais do que um minuto esperando para ser atendido? Quem criou uma coisa dessas só pode ter a mãe na zona. Depois de cinco minutos ouvindo uma música que acho ser proposital só para deixar o cliente mais irritado vem um arrombado e fala com uma vozinha de que o mundo é bom e está tudo ótimo perguntar o que pode ajudar. “Vocês já não pensaram em trocar o modem, pois a internet de vocês não está funcionando, na realidade faz dois dias que não funciona essa bosta”. Os caras devem ser treinados para irritar o cliente ao seu máximo, começando com a frase “o senhor não precisa ficar nervoso”.

Depois de uns dois meses brigando com essa operadora, nunca fiquei tão feliz em ter um contrato de fidelidade – outra sacanagem com o consumidor brasileiro – chegando ao fim. Cancelei e prometi que jamais voltaria a assinar essa bosta. Caralho, menti!

Passaram-se três anos e na semana passada, não satisfeito com a internet que estava usando e por problemas que não estavam conseguindo solucionar, resolvi ir atrás de uma conexão mais rápida, inclusive com mais velocidade do que os atuais 2Mbps que tinha por rádio frequência. E adivinha qual era a operadora que funcionava aqui na zona de “lost”? Sim, a mesma bosta de outrora, mas pensei: “porra, três anos na área de comunicação, tele e internet é uma eternidade e como tudo evolui nessa vida, além de relatos de amigos que possuem assinatura com essa bosta, será melhor do que era antes”. Além do que, a proposta era 500% a mais de velocidade (te fode, faz as contas, já disse que tinha 2Mbps) e pagando 14% a menos. Luxo do gorducho!

Buenas! Negociei por três dias com o vendedor. Expliquei todas as querelas que tive em outrora com essa merda, digo, esta operadora. Uma das respostas dele foi:

6e67aee4-1c29-4ee2-80f3-55885d04ab65

Eu e essa minha mania de acreditar nas pessoas, de querer dar segunda chance, mesmo contrariando a minha esposa e a sua intuição feminina, fechei. Sim, com o mesmo contrato de fidelidade de um ano. A data agendada para instalação foi dois dias depois. A ansiedade – que não é muito do meu feitio – já pegando forte e vamos ficar na expectativa, pois “o técnico ira instalar na quinta-feira (08/12) no período da tarde”, informou o solicito vendedor.

Passou terça-feira, passou quarta-feira e chegou o grande dia. Merda, choveu a madrugada toda e o cara não instala chovendo! E eu ali, mantendo a minha ansiedade totalmente controlada depois de roer todas as unhas das mãos, mas Ele está do meu lado e o dia “D” – que não foi o desembarque da Normandia – chegou, como ainda é de manhã vou dar uma saída para fazer umas coisas que tinha na rua e meu telefone toca: “bom dia senhor, aqui é da operadora lixo, tem alguém na sua residência para receber o técnico? Ele está em frente do endereço.” Porra, aí já começou a azedar a merda, mas beleza, ele voltaria no período combinado.

Eram 14h de quinta-feira e o técnico chega, começa os trabalhos, troca todo o cabeamento conforme já combinado com o vendedor, instala o modem (vamos contar) e… minha suspeita começou a se concretizar que errar é humanos, mas o resto vocês já sabem. Ligou para supervisor, Superman ou a puta que os pariu, pediu para eu abrir o portão para ir pegar o segundo modem no carro para testar. Plugou e agora vai, 12 Mbps para olhar putaria em alta velocidade (ops, quer dizer, trabalhar em alta velocidade) e caralho, não funcionou essa merda. Lá foi o técnico trocar todas as ponteiras novamente, faz aquela gambiarra gostosa que até argentino aprende com o brasileiro (sim, o técnico era Hermano e, diga-se de passagem, muito prestativo e estava totalmente desconfortável com a situação). Olha a gambiarra aí abaixo.

4257d3c4-1483-493a-81db-19dae30893f3
Essa gambiarra, segundo técnico, ajudaria para estabilizar o sinal.

Continuou sem funcionar mesmo com aquela gambiarra, o técnico voltou a ligar sei lá para quem, foi até o poste onde estão feitas as conexões e a minha paciência já tinha ido embora e o arrependimento tomando conta até o último fio de cabelo. Volta o cara com mais um modem (o terceiro, está contando?), pluga espera, toma uma água gelada, sua de nervosismo e calor, me olha e comenta: “já pedimos para o pessoal não usar mais este modem, que não é de muito boa qualidade, mas não escutam”. Nossa, foi como se me colocassem uma tarja escrita em letras garrafais na testa: “fui engambelado mais uma vez”. E para complementar ele me mostra uma foto e diz que onde era para ter quatro conexões havia um “T” para colocar mais duas, ou seja, já estava trabalhando com sobrecarga ou algo que valha. Neste meio tempo ele liga novamente para dizer que já era o terceiro modem que testava e não estava funcionando, o interlocutor passa o recado perguntando se eu gostaria de desistir ou esperaria um técnico da empresa – o instalador era terceirizado – vir até aqui em casa para tentar resolver o problema.

No cu papagaio, não ia passar mais dois meses brigando com estes bostas e depois tomar mais uma multa de R$ 400,00 por quebra de controle de fidelidade. E aí entra a cachorrada: baixaram a ordem de serviço, ou seja, deram por instalado a merda sem estar funcionando. Liguei para o até então prestativo vendedor, que disse não poder fazer nada, ou seja, para solicitar o cancelamento – dentro do prazo de sete dias – teria que ir até Canoas, distante 20 quilômetros da minha cidade para entregar o modem e solicitar o cancelamento. “Meu querido, o técnico está aqui na minha frente, ele não saiu da minha casa, ele leva o modem e pronto”. Mas “o senhor tem que entender é que já foi dada baixa na ordem de serviço, logo o contrato está ativo”, me diz o vendedor. Não preciso nem dizer à vontade que eu tive e de onde enfiar o modem no vendedor quando cheguei à sede da empresa.

Agora é sério e deixo registrado aqui: nunca mais eu faço uso de qualquer produto desta bosta de empresa, mesmo que seja a única existente na face da terra. Viro alienado total, totalmente off line, pois errar é humano. Mas porra, repetir o erro é de uma burrice sem precedentes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s