MARKETING DE CONTEÚDO: SEMPRE É TEMPO DE APRENDER

 

Um conceito relativamente fácil, mas um assunto bastante complexo, que pode trazer quando bem feito, um resultado excelente aos seus clientes ou sua empresa. Então, porque não dar uma olhada no assunto?

Pois, cada dia que passa eu tenho me convencido que tudo nessa vida é venda. Seja em casa: você tentando vender a ideia de um programa para fazer com a família, vender a necessidade de que está na hora de trocar o carro, vender e convencer quem manda – a esposa no caso – que você precisa de mais de um dia livre na semana para jogar aquela bola com os amigos. Ou seja, e nos teus negócios, claro, para aumentar as vendas, os clientes e o seu lucro.

E ontem recebi um amigo aqui em casa e conversando entre vários assuntos, acabou caindo em vender pela internet, criar anúncios que atinjam o público alvo e não só aqueles xaropes de plantão que perguntam, tomam o teu tempo e na hora de colocar a mão no bolso para te fazer rir, parece que estão com um escorpião na carteira. Foi então que ele disse nas vendas realizadas através do conteúdo, de um texto em algum blog ou site especializado, ou de uma imagem na rede social com um breve depoimento que levasse o leitor ao produto final.

Quando ouvi “criação de texto” deu aquele estalo: por que não? Eu gosto de escrever – se faço bem já não sei, mas minha mãe gosta – e tenho certa facilidade. Talvez a velocidade tenha que ser aprimorada, mas de qualquer forma eu e a velocidade somos um caso complicado, vide o que aconteceu em Indaiatuba.

capa
Vitor Peçanha é co-fundador da Rock Content

Vamos ao pai dos burros, aproveitando a dica do amigo que já estava de saída e disse: “pesquisa redatores no Google”. A dar um search eis que surge a turma da Rock Content, que criou a Certificação em Marketing de Conteúdo. Cliquei e curti, me cadastrei! Comecei a ver às três horas de materiais sobre o assunto, a ideia era absorver tudo de uma vez só, mas passado uma hora da madrugada o sono me convenceu que não seria uma boa ideia. Deixei para terminar hoje, o que só corroborou que o significado é fácil, mas a prática é muito mais complexa.

 

Principalmente depois de fazer a avaliação final e ficar apenas com 70% de aproveitamento, sendo que para a certificação precisava mais 5% do que tinha alcançado. Como diz outro amigo:

“Nunca vi estudo fazer alguém andar para trás”. Dibson Nasser

Vamos refazer a avaliação, pois como dizem na minha terra, não está morto quem peleia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s